apple eye hands
Seu filho não quer experimentar novos alimentos? Calma, você não está sozinha nessa batalha! Esse medo de provar novas comidas é chamado de Neofobia (deriva do grego, “néos” = novo e “fobos”= medo) alimentar.  Infelizmente essa é a realidade de muitas crianças, principalmente entre 3 e 7 anos. Ela tende a melhorar com a idade, o que não significa que é exclusivo da infância. Há muitos adultos neofóbicos que também tem um cardápio alimentar seletivo. Os principais alimentos recusados são frutas, verduras, peixes, carne vermelha, molhos. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

É importante que antes dos dois anos de idade haja exposição a uma grande variedade de alimentos de diferentes texturas, sabores e cores. Essas crianças terão maior chance de tornarem-se adultos não seletivos. Lembre-se que a influência mais marcante na formação dos hábitos alimentares de um indivíduo é o produto da interação da criança com pessoa mais ligada com a sua alimentação (mãe, pai, babá, avó). Ou seja, a neofobia parental está presente, em muitos casos, quando os pais são seletivos ou quando não apresentam certos alimentos aos filhos. Além disso, fatores econômicas, psicossociais, culturais, familiares e biológicos também estão envolvidos nessa fobia alimentar

Como tratar? 

• Permitir criança participar do preparo dos alimentos<

• Sempre explicar os benefícios dos alimentos saudáveis<

• Oferecer o mesmo alimentos diversas vezes, em diferentes preparações, e intervalos variados (em média, são necessárias 8 a 15 exposições)<

• Fazer reforço positivo (elogiar quando há progressos em aceitação de alimentos) <

• Não fazer comentários negativos (“você é muito chato para comer”)

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A dieta monótona pode levar a deficiências nutricionais, com consequente anemia, hipovitaminoses, baixa imunidade, indisposição, baixa velocidade de crescimento, entre outras. É muito importante lidar com a ansiedade da criança, não forçando a criança a comer.

Annelise Barreto – Endocrino-pediatra
CRM 8336 | RQE 3905

Compartilhar: